sábado, 13 de outubro de 2012

O PAPEL DO PLANO DE BENEFÍCIOS DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES

 
Beneficios, conforme descrito por CHIAVIENATO, "são as facilidades, conveniências, vantagens e serviços sociais que as empresas oferecem aos seus empregados, no sentido de poupar-lhes esforços e preocupações. Constituem a chamada remuneração indireta concedida a todos os empregados, como uma condição de emprego, independente do cargo ocupado, em conjunto com a chamada remuneração direta que é o salário específico para o cargo ocupado, em função da avaliação do cargo ou do desempenho do ocupante."
O plano de benefícios é formulado de acordo com as estrategias estabelecidas pela organização sendo assim diferente de uma organização para outra. Entretanto, independente de quais e quantos benefícios fazem parte do plano de benefícios da organização é de suma importância que estes benefícios sejam satisfatórios tanto para os colaboradores quanto para a empresa.
O plano de benefícios de acordo com CHIAVIENATO tem três objtivos principais que são:
 
1. Objetivos Individuais
 
Os benefícios procuram atender às necessidades individuais das pessoas, proporcionando uma vida pessoal, familiar e de trabalho mais tranquila e produtiva. Visam proporcionar condições para que cada pessoa possa desligar-se das preocupações cotidianas e concentrar-se nas atividades do trabalho para satisfazer necessidades mais elevadas. Nesse sentido, o plano de benefícios é oferecido para atender um leque diferenciado de necessidades dos funcionários. Dentro dessa concepção de atendimento das necessidades humanas, os serviços e benefícios sociais deveriam constituir um esquema integrado capaz de satisfazer os fatores higiênicos (insatisfacientes) e alguns dos fatores motivacionais (satisfacientes).
 
2. Objetivos Econômicos
 
Os benefícios devem funcionar como um elemento de atração e de retenção de pessoal. Neste sentido, os benefícios visam a:
  • Reduzir a fadiga física e psicológica das pessoas.
  • Apoiar o recrutamento pessoal e atrair candidatos.
  • Reduzir a rotatividade do pessoal e fixar as pessoas na empresa.
  • Reduzir o absenteísmo.
  • Melhorar a qualidade de vida das pessoas.
  •  
3. Objetivos Sociais
 
Os benefícios procuram preencher deficiências, lacunas ou carências da previdência social, do sistema educacional e dos demais serviços prestados pelo governo ou pela comunidade, como transporte, segurança etc.
 
Como pode ser visto pelos objetivos e demais informações aqui citadas, o Plano de Benefícios tem um papel não só de carater legal o qual a empresa tem que cumprir como também o papel de ser um fator importantíssimo de vantagem competitiva sobre as suas concorrentes. Um plano de benefícios bem estruturado de acordo com os objetivos da empresa alinhado as necessidades reais dos colaboradores gera vantagens enormes para a organizações tais como maior produtividade, eficiência e eficácia da empresa.
Os gestores devem investir e estar atento ao plano de benefícios que a sua organização está oferecendo aos seus funcionários sempre verificando os resultados que ele tem gerado bem como quais pontos devem ser trabalhados e aperfeiçoados.
 
 
Para saber mais sobre Plano de Benefícios leia o Capítulo 11: Benefícios e Serviços do livro Gestão de Pessoas do Idalberto Chiavienato.
 
 
Referência Bibliográfica
 
CHIAVIENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas. 3ed. São Paulo: Elsevier, 2008.
 
 
Naiara Leonel       00775
  

Um comentário:

  1. Naiara uma forma interessante de beneficio é o beneficio flexível onde o beneficio varia dentro de padrões estipulados pela empresa, a cada tipo de funcionário que recebera tal beneficio.
    Rodrigo Soares - 782

    ResponderExcluir

Coloque seu nome e matrículaentre parênteses ao final de cada postagem ou comentário.